Muitas empresas têm aderido, nos últimos anos, a soluções na nuvem, seja devido à praticidade, à segurança ou outros motivos. Porém, há muita dúvida relacionada às principais categorias: IaaS (Infraestrutura como Serviço), PaaS (Plataforma como Serviço) e SaaS (Software como Serviço). Por isso, no post de hoje vamos compreender as características de cada uma destas opções.

Computação em nuvem: o que é?

Computação em nuvem, ou cloud computing, é um termo muito comum quando falamos na digitalização das organizações. O uso da computação em nuvem traz diversos benefícios para as empresas, tais como:

  • Aumento da produtividade;
  • Rapidez;
  • Maior segurança.

Essa tecnologia pode ser usada de diversas formas diferentes, como para a coleta de dados, compartilhamento e acesso a documentos, agendas, videoconferências, dentre outras.

Ou seja, a computação em nuvem não é um produto, mas um serviço contratado. A empresa não precisa possuir uma licença, mas através deste serviço a empresa tem acesso às funcionalidades e à infraestrutura. Suas principais funcionalidades são:

  • Servidores virtuais;
  • Armazenamento;
  • Desenvolvimento de softwares;
  • Softwares.

Principais serviços

Agora vamos entender as principais diferenças entre os três serviços: IaaS, PaaS e SaaS.

IaaS

Iaas significa Infraestrutura como Serviço e, dentre todas, é a considerada mais simples das três categorias. Sua simplicidade advém de que seu funcionamento é muito parecido, independentemente do fornecedor escolhido. A infraestrutura de TI é automatizada e escalonável como, por exemplo, armazenamento, hospedagem e redes. Assim, a empresa só paga o que consome. Os líderes desta modalidade são:

  • Amazon;
  • Microsoft.

Uma grande vantagem do IaaS é que se evita custos fixos desnecessários, visto que só é pago pelo tamanho do armazenamento. Além disso, acaba sendo uma utilização menos complexa, visto que não há servidores físicos para serem gerenciados.

No geral, a IaaS é utilizada nas seguintes situações:

  • Desenvolvimento de softwares;
  • Hospedagem de sites;
  • Armazenamento, backup e recuperação de dados e informações;
  • Análise de Big Data.

PaaS

PaaS significa Plataforma como Serviço e sua definição é um pouco complexa. Tem, basicamente, as mesmas características do IaaS, mas integram na mesma plataforma alguns recursos a mais, como Business Intelligence (BI), sistemas de gestão de bases de dados, dentre outros. Ou seja, é um provedor de serviços que, na prática, oferece acesso a um ambiente cloud e o provedor fornece a infraestrutura subjacente.

Os servidores que hospedam sites são exemplos de PaaS. Principais empresas:

  • Google;
  • Oracle;
  • Pivotal;
  • Salesforce.

SaaS

Já SaaS significa Software como Serviço e é o local onde um software é hospedado e pode ser acessado pela web através de um login. Por essa solução, a empresa contrata um plano de assinatura e utiliza os programas contratados. Suas principais vantagens:

  • Baixo custo no acesso;
  • Não é necessária a instalação de softwares;
  • Flexibilidade de uso.

Como escolher o serviço de computação em nuvem?

A escolha do serviço de computação em nuvem precisa levar em consideração diversos fatores, tais como características do negócio, seus objetivos e suas demandas. Para isso, é necessário contar com parceiros com expertise para ajudar a entender qual a solução mais adequada para o respectivo negócio.

Ficou interessado e quer saber mais informações? Fale com um dos nossos especialistas e receba uma consultoria gratuita. Somos uma empresa especializada em soluções de gestão em nuvem. E é isso que a Ubiqui faz: cria soluções para agregar valor ao seu negócio. Quer saber mais? Entre em contato conosco.