Primeiros Passos

É notório que as pessoas, nas últimas décadas, têm-se tornado mais dependentes e entusiastas das tecnologias. Se antes as tecnologias mais avançadas eram domínio apenas de algumas poucas empresas, atualmente houve uma democratização e, com isso, empresas de todos os tamanhos e formatos têm acesso às tecnologias mais avançadas.

Assim, colocar o negócio online já não é uma estratégia de negócio: é uma necessidade para que a empresa consiga sobreviver e ter sucesso. Porém, para uma organização que funciona offline, entrar neste novo mundo pode parecer um desafio intransponível.

A boa notícia é: não, não é tão difícil quanto possa parecer. Claro que o caminho é longo e possui obstáculos, mas este post vai te ajudar nesta caminhada.

Definição de Estratégia

O primeiro passo é fazer o Planejamento Estratégico da sua empresa. Com ele, ficará claro para você e sua equipe onde a organização quer chegar. Assim, será mais fácil definir como será a presença da empresa na Internet e quais resultados esperados.

O segundo passo é estar online. Há alguns anos isso significaria apenas ter um site. Porém, isso tem mudado. Obviamente que ter um site da sua empresa é fundamental, mas um site responsivo, atualizado, interativo e funcional, que não se transforme apenas em um cartão de visitas estático. Em um próximo post, será desvendado cada um dos mistérios para ter um site profissional. Agora, o foco é ter a presença digital de maneira gratuita.

Google Meu Negócio

Você já percebeu que, muitas vezes, quando alguém está procurando um produto ou um serviço acaba recorrendo ao Google? Então, nada mais óbvio que estar presente nesta busca. Em 2014 foi lançada a ferramenta Google My Business ou Google Meu Negócio. Ela é gratuita e possibilita que as empresas gerenciem sua presença no Google, tanto nos resultados orgânicos de pesquisa quanto no Google Maps.

Na prática, a empresa consegue gerenciar sua ficha, que poderá ser visualizada pelo potencial cliente nas suas buscas pelo Google de acordo com sua proximidade no mapa. Nesta ficha aparecem a localização, os contatos (telefone e e-mail), site, horários de funcionamento e fotos. Além disso, há pontuação, comentários dos clientes e perguntas. Por isso, é fundamental uma boa gestão desta plataforma e uma ficha bem completa e atualizada.

Uma outra vantagem são as métricas disponibilizadas. Com elas tem-se um retrato de quantas pessoas acessaram e outras características destas buscas. Com essas informações, é possível criar estratégias bem definidas para converter essas procuras em clientes.

Gostou do conteúdo? No próximo post vamos explicar como utilizar o Facebook para alavancar seus negócios. Até lá!